Saúde Gaúcha
Informação para gestores e profissionais de saúde.

- Publicidade -

- Publicidade -

SMS de Porto Alegre controla surto de sarampo

0

O surto de sarampo, que teve a confirmação de 38 casos da doença em Porto Alegre em 2018, está controlado. Isso acontece porque a última confirmação de caso aconteceu em 14 de setembro. De acordo com normativas do Ministério da Saúde, um surto é considerado encerrado quando se passam 90 dias a partir da confirmação do último caso da doença.

A enfermeira da Secretaria Municipal de Saúde Sonia Regina Coradini, chefe da Equipe de Vigilância de Doenças Transmissíveis da SMS, explica que “as ações desenvolvidas pela SMS foram decisivas para o controle do surto, incluindo a atuação dos trabalhadores da rede de atenção à saúde”. Sônia lembra que o primeiro caso (chamado caso índice) foi a de uma paciente com 25 anos que teve contato com um caso suspeito de sarampo em viagem a Manaus, no Amazonas, no mês de abril. Ela teve início de sintomas em maio.

Até setembro, foram contabilizadas 110 notificações de casos suspeitos, sendo 79 de pacientes residentes em Porto Alegre, dos quais 38 foram confirmados, 39 descartados e dois continuam em investigação. “Como a notificação desses casos informa início de sintomas anterior a 14 de setembro, a investigação não compromete a data de controle do surto”, destaca Sonia Coradini.

A confirmação laboratorial do primeiro caso desencadeou na EVDT investigação e adoção de medidas de controle. Entre essas ações, destacam-se os bloqueios vacinais seletivos em residências, locais de trabalho e estudos, universidades, quartéis e outros locais, em pessoas contatantes (próximas) a pacientes. Foram avaliadas 2,5 mil carteiras de vacinação, com aplicação de 1.530 doses da vacina tríplice viral.

Além disso, a SMS, em conjunto com a Secretaria de Estado da Saúde, decidiu intensificar a vacinação na faixa etária prioritária dos casos confirmados: dos 15 aos 29 anos. Entre novembro e dezembro, escolas e universidades receberam equipes da SMS para avaliação da condição vacinal de estudantes e equipes de saúde de unidades do Exército vacinaram os jovens em atuação – soldados ou não. Nessas ações, foram vacinados 365 jovens em quartéis, 501 em universidades e 4.102 em escolas, totalizando até sexta, 14, 4.968 jovens com a situação vacinal atualizada.

Além da vacinação, o processo de trabalho para o controle do surto implementado pela SMS/EVDT adotou como estratégia de controle a avaliação individual dos pacientes após a suspeição do caso, por meio de visitas ao domicílio, unidade de saúde, locais de trabalho, escolas, universidades e outros espaços públicos de convivência, além de contato telefônico para orientações, investigação dos contatantes no período de transmissibilidade (seis dias anteriores ao aparecimento do exantema e quatro dias após).

“As atividades de investigação e acompanhamento aproximaram a equipe dos casos suspeitos e possibilitaram a identificação de outros casos não notificados, oportunizando o reconhecimento de cadeias (cluster), além da identificação dos distritos sanitários com circulação viral”, destaca Sonia.

De acordo com informação da Organização Panamericana de Saúde, em 2018, 11 países das Américas registraram casos de sarampo, incluindo o Brasil. Em 2016, a região havia sido declarada livre da doença, após 22 anos de esforços que envolveram ações de vacinação em massa.

Fonte: Prefeitura de Porto Alegre

Leia também:

Envie um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.