Saúde Gaúcha
Informação para gestores e profissionais de saúde.

- Publicidade -

- Publicidade -

Estado libera recursos para vigilância da dengue para 320 municípios

0

A secretária da Saúde, Arita Bergmann, anunciou nesta quarta-feira (30) que será ampliado para 320 o número de municípios que receberão recursos para reforçar a vigilância da dengue. São mais 88 contemplados com R$ 2.626.728.50 que, somados aos R$ 2.473.550,95 liberados na semana passada, chegam ao total de R$ 5.100.279,45 em recursos para o combate à dengue, zika e chikungunya.

Governo do Estado libera R$ 3,6 milhões para combate à dengue e hospitais

Entre os beneficiados está Panambi, na região Noroeste do estado, cidade em que foi registrado o primeiro caso de dengue autóctone (contraída no RS) em 2019. A secretária Arita frisou que Panambi, por exemplo, vai receber um reforço financeiro de R$ 20 mil para custeio das ações diretas das equipes de vigilância.

Estado tem 93 municípios em situação de alerta ou risco para dengue, zika e chikungunya

“Além dos 232 municípios que já receberam recursos para reforçar a vigilância ambiental, incluímos agora mais 88 que não constavam na lista inicial, a partir de orientação do governador Eduardo Leite”, ressaltou a secretária. Ela também destacou a importância da prevenção, especialmente neste período do ano, devido ao calor e à umidade, que propiciam a proliferação do Aedes aegypti.

Mídia da SES reforça o combate ao Aedes

Este novo volume de recursos estará previsto em uma resolução da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) que deve ser publicada nos próximos dias. Entre os municípios agora contemplados se encontram, além de Panambi, Porto Alegre, Caxias do Sul e Canela. Cada município receberá R$ 0,45 por habitante.

De acordo com a secretária adjunta da Saúde, Aglaé Regina da Silva, essa nova listagem inclui municípios onde também existe a necessidade de cooperação técnica e financeira do Estado por apresentarem infestação do Aedes. Atualmente, 320 municípios estão infestados pelo mosquito no Rio Grande do Sul.

As iniciativas fazem parte da estratégia de fortalecimento das áreas de saúde no período de veraneio, integrando a Operação Verão para Todos do governo do Estado.

Fonte: Governo do Estado do Rio Grande do Sul

Leia também:

Envie um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.