Saúde Gaúcha
Informação para gestores e profissionais de saúde.

- Publicidade -

- Publicidade -

Cursos gratuitos sobre Zika e Chikungunya com inscrições abertas

0

Profissionais de saúde e demais interessados sobre as arboviroses Zika e Chikungunya já podem se matricular nas turmas dos cursos online Manejo Clínico de Chikungunya, e; Atualização do Manejo Clínico da Pessoa com Chikungunya e Zika: Abordagem Clínica na Atenção Básica. As ofertas são da Fiocruz Mato Grosso do Sul, por meio da UNA-SUS, em parceria com a Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS/MS). Os cursos foram desenvolvidos a partir da necessidade de qualificar os profissionais de saúde para o efetivo cuidado às pessoas acometidas por essas doenças, haja vista o aumento do número de casos e a emergência no contexto da saúde pública.

> Especialização a distância em Qualidade e Segurança do Paciente tem 888 vagas; inscrições podem ser feitas até 28/02

As matrículas podem ser realizadas até o dia 31 de julho, pelos links abaixo. Os cursos são autoinstrucionais e têm início imediato. Como em todas as ofertas da UNA-SUS, são integralmente gratuitos.

De acordo com a coordenadora de educação da Fiocruz Mato Grosso do Sul, Débora Dupas, os cursos estimulam o desenvolvimento de competências profissionais para o adequado manejo dos casos, a partir da realidade do território e das necessidades individuais e coletivas, na perspectiva da integralidade do cuidado à saúde, por meio de com casos clínicos e outros recursos educacionais. “Espera-se que os cursos subsidiem a prática e a tomada de decisão clínica dos profissionais de saúde para realização do diagnóstico diferencial, tratamento, prevenção de complicações e reabilitação, além de aspectos relacionados à promoção e educação em saúde, a fim de minimização a ocorrência de novos casos”, afirma.

Manejo Clínico de Chikungunya
Com carga horária de 30 horas, o curso tem como principal objetivo instrumentalizar profissionais de saúde para o manejo clínico oportuno das pessoas acometidas pela febre chikungunya. O curso está dividido em duas partes: a primeira unidade traz informações sobre a epidemiologia, quadro clínico, diagnóstico, ações de vigilância, organização do serviço de saúde, além de apresentar a importância da educação permanente em saúde. A segunda unidade traz casos clínicos, nos quais o participante poderá pensar sobre a melhor conduta para realizar o manejo de pacientes com suspeita desta doença.

Atualização do Manejo Clínico da Pessoa com Chikungunya
Com carga horária de 45 horas, a iniciativa tem como objetivo implementar e qualificar o cuidado das pessoas acometidas por chikungunya. O curso tem início em um município fictício, denominado Trevo Verde, com 50 mil habitantes. A partir dessa situação, são trabalhados dois módulos: manejo clínico do adulto com chikungunya e manejo da criança e gestante com chikungunya.

Em cada módulo são descritos vários casos clínicos e diversas questões sobre o respectivo caso. Além disso, um desfecho é apresentado e discutido para cada um deles. A área de Recursos Complementares contempla instrumentos úteis para a prática diária no manejo clínico da pessoa com chikungunya.

Zika: Abordagem Clínica na Atenção Básica
Com 45 horas, o curso objetiva capacitar os profissionais de saúde para minimizar os impactos da Zika no país.

Para tanto, as quatro unidades do curso tratam dos aspectos epidemiológicos, fisiopatológicos, promoção à saúde, e prevenção de infecção pelo vírus Zika. Há uma unidade dedicada aos cuidados às mulheres (em especial às gestantes e parturientes), que trata do planejamento reprodutivo e do diagnóstico de microcefalia no recém-nascido. A última unidade trata de temas como notificação compulsória; instrumentos específicos de notificação de suspeita e confirmação; vigilância de complicações decorrentes da infecção pelo vírus Zika; atuação do profissional-sentinela na identificação de complicações.

Mais cursos sobre arboviroses
Além dos três cursos lançados hoje, também estão abertas as matrículas para cursos que tratam de Dengue e Atenção Integral às Crianças com Alterações do Crescimento e Desenvolvimento, relacionadas às Infecções Zika e STORCH. Confira:

Dengue: Casos Clínicos para Atualização do Manejo
Oferecido pela Fiocruz Brasília, o curso tem como objetivo atualizar os profissionais da Atenção Básica, da urgência e da emergência, sobre o diagnóstico e o tratamento da dengue, de acordo com as recomendações atuais do Ministério da Saúde. O enfoque do conteúdo é prático, baseado na análise de casos clínicos. É promovido por meio da parceria entre a Secretaria Executiva da Universidade Aberta do SUS (SE/UNA-SUS) e o Ministério da Saúde, por meio das Secretarias de Vigilância em Saúde (SVS) e da Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES). A carga horária é de 30 horas.

Atenção Integral às Crianças com Alterações do Crescimento e Desenvolvimento, relacionadas às Infecções Zika e STORCH
Os conhecimentos disseminados neste curso visam fornecer o aporte teórico e prático necessário para que profissionais de saúde que atuem na atenção primária ou Estratégia de Saúde da Família (ESF) se qualifiquem e estejam aptos a proceder no apoio às Crianças com Alterações do Crescimento e Desenvolvimento, relacionadas às Infecções Zika e STORCH em todo o Brasil. Através do sistema hierárquico e descentralizado do SUS, esses profissionais poderão atuar de forma sistemática e padronizada, proporcionando um atendimento qualificado às mais diversas populações, principalmente àquelas mais vulneráveis e que residem em áreas remotas e de difícil acesso. Além disso, espera-se que esse curso ajude a estabelecer, mesmo com toda complexidade, estratégias de encaminhamento dos casos encontrados. A carga horária é de 30 horas.

A oferta é uma iniciativa do Ministério da Saúde, por meio das Secretarias de Gestão do Trabalho e da Educação em Saúde, de Atenção à Saúde e de Vigilância em Saúde, em parceria com o Instituto Aggeu Magalhães (IAM/Fiocruz Pernambuco), a UNA-SUS, o Instituto Nacional da Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira (IFF/Fiocruz) e o Campus Virtual Fiocruz.

Fonte: Ministério da Saúde, com informações da UNA-SUS

Leia também:

Envie um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.