Saúde Gaúcha
Informação para gestores e profissionais de saúde.

- Publicidade -

- Publicidade -

RS registra primeira morte por coronavírus; são 48 no Brasil

0

Conteúdo atualizado às 01:00, de quarta-feira (25/03/20)

O Rio Grande do Sul passou a integrar a lista nacional de estados com óbitos pelo coronavírus. Na madrugada desta quarta-feira (25/03/20), a Secretaria Municipal da Saúde de Porto Alegre confirmou a morte de idosa de 91 anos, que estava internada em UTI. Este caso é o primeiro registro de morte pela pandemia na Capital e no Estado. 

Assine a newsletter do saudegaucha.com e receba no seu e-mail informações corretas sobre a luta contra o coronavírus. É grátis!

Com a primeira morte registrada em Porto Alegre e o óbito de um homem de 49 anos em Manaus/AM, o número vítimas do coronavírus chega a 48 no Brasil. Até a noite desta terça-feira (24/03/20) o total de de mortos no País era de 46, sendo 40 no estado de São Paulo e seis no Rio de Janeiro. Segundo o Ministério da Saúde, a taxa de letalidade já havia subido de 1,8% para 2,1% entre esta segunda e terça-feira.

Porto Alegre
Somente nesta terça-feira, foram confirmados 12 novos, além de um considerado inconclusivo que havia sido listado na segunda-feira, totalizando, assim, 13 novos casos em um dia. O total de casos em Porto Alegre é de 81. Outros 66 casos continuam em investigação, e 305 suspeitas foram descartadas.

Rio Grande do Sul
Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES), no Rio Grande do Sul, até esta terça-feira foram notificados 2.726 casos. Foram confirmados 112 em 35 municípios. Outros 826 foram descartados e 204 suspeitos seguem em investigação para COVID-19. Todos os casos descartados foram negativos para o SARS-CoV-2. Estão em análise para classificação outras 1064 notificações. Entre os casos confirmados, 43 (38%) são do sexo feminino e 69 (62%) do sexo masculino. A faixa etária com maior número de casos é a dos 50 aos 69 anos, com 47 casos (42%). 

Por saudegaucha.com, com informações da Secretaria Estadual da Saúde e da Secretaria Municipal da Saúde de Porto Alegre

_____________________________

Matéria anterior

 

Covid-19: Brasil tem 46 mortes e mais de 2 mil casos confirmados
O número de mortes decorrentes do novo coronavírus (covid-19) chegou a 46, conforme atualização do Ministério da Saúde publicada hoje (24/03/20) à tarde. Até ontem (23), o número de pessoas que vieram a óbito estava em 34. No domingo (22), era de 25, um aumento de quase 20 casos em apenas dois dias.

O total de casos confirmados saiu de 1.891 ontem para 2.201 hoje, um acréscimo proporcional de 16% e de 310 em números absolutos. O resultado de hoje marcou um aumento de 42% nos casos em relação a domingo, quando foram registradas 1.546 pessoas infectadas.

As mortes continuam restritas a São Paulo, com 40 óbitos, e Rio de Janeiro, com 6 falecimentos. A taxa de letalidade saiu de 1,8% ontem (23) para 2,1% hoje.

Como local de maior circulação do vírus no país, São Paulo também lidera o número de pessoas infectadas, com 810 casos confirmados. Em seguida vêm Rio de Janeiro (305), Ceará (182), Distrito Federal (160), Minas Gerais (130) e Santa Catarina (107).

Também registram casos confirmados Rio Grande do Sul (98), Bahia (76), Paraná (65), Amazonas (47), Pernambuco (42), Espírito Santo (33), Goiás (27), Mato Grosso do Sul (23), Acre (17), Sergipe (15), Rio Grande do Norte (13), Alagoas (nove), Maranhão (oito), Tocantins (sete), Mato Grosso (sete), Piauí (seis), Pará (cinco), Rondônia (três), Paraíba (três), Roraima (dois) e Amapá (um).

Medidas de socorro
O presidente Jair Bolsonaro realizou hoje (24) mais duas videoconferências com governadores dos estados do Sul e Centro-Oeste para atualizá-los sobre as medidas de socorro aos estados que o governo federal está adotando para enfrentamento dos efeitos da pandemia de covid-19 no país. Bolsonaro e a equipe do governo federal também ouviram os pedidos e alinharam as demandas dos estados.

Fundo Nacional de Segurança Pública
Portaria publicada hoje (24) no Diário Oficial da União, assinada pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, autoriza estados a utilizarem R$ 202 milhões do Fundo Nacional de Segurança Pública e mais R$ 18 milhões do Fundo de Defesa dos Direitos Difusos em ações de controle ao novo coronavírus.

Apesar da possibilidade de realocação dos recursos, a portaria ressalta que devem ser respeitados os percentuais destinados ao custeio e ao investimento.

Jogos Olímpicos
O Comitê Olímpico Internacional (COI) anunciou, nesta terça-feira (24), o adiamento dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio 2020 para 2021. O entendimento sobre a impossibilidade do início das competições no dia 24 de julho, por conta da pandemia do novo coronavírus, aconteceu após conversa por teleconferência entre o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, e o presidente do COI, Thomas Bach.

Vacinação contra a gripe
O Ministério da Saúde recomendou hoje (24) às secretarias estaduais e municipais de Saúde que adiem a vacinação de crianças nesta primeira etapa da campanha de imunização contra a gripe, como forma de prevenção à contaminação pelo novo coronavírus (covid-19). A campanha teve início nesse fim de semana em alguns estados e ontem em outros, para idosos acima de 60 anos.

Por Agência Brasil

Mais notícias sobre CORONAVÍRUS:
>>> HCPA começa a montar primeiros leitos de CTI para atendimento a pacientes graves da Covid-19
>>> Grupo Zaffari irá doar R$ 10 milhões à campanha do ICF para ações de combate ao coronavírus
>>> Já falta vacina contra a gripe para idosos em municípios da região Metropolitana e do interior
>>> Veja as farmácias que irão vacinar idosos contra a gripe a partir de quarta (25)
>>> Porto Alegre tem o primeiro caso de transmissão local de coronavírus
>>> Pré-consulta virtual do SUS de Florianópolis auxiliará no combate ao coronavírus
>>> Planos de saúde terão de cobrir exames para coronavírus
>>> Para melhor identificar o coronavírus, vacinação da gripe será antecipada
>>> Brasil tem primeiro caso de coronavírus


Matéria anterior

 

Em 24 horas, mortes por coronavírus aumentaram 36% no Brasil; casos sobem 22,3%
Em um dia, as mortes confirmadas por coronavírus no Brasil aumentaram 36%, passando de 25 (no domingo, 22/03/20) para 34 óbitos (na segunda-feira, 23/03/20). Já os casos suspeitos, aumentaram de 1.546 para 1.891, respectivamente, no mesmo período. A taxa de letalidade no País está em 1,8%.

 

Como epicentro da pandemia de covid-19 no Brasil, São Paulo lidera o número de pessoas infectadas, com 745 casos confirmados. Em seguida vêm Rio de Janeiro (233), Ceará (163), Distrito Federal (133) e Minas Gerais (128). O Rio Grande do Sul está em 6º lugar no ranking nacional de casos. As 34 mortes registradas oficialmente ao Ministério da Saúde estão nos estados de São Paulo (30) e Rio de Janeiro (4).

Assine a newsletter do saudegaucha.com e receba no seu e-mail informações corretas sobre a luta contra o coronavírus. É grátis! 

Porto Alegre confirmou nesta segunda-feira (23/03/20) mais oito casos. Segundo a Prefeitura, agora são, ao todo, 68 casos confirmados de covid-19 no município, além de um caso inconclusivo. Os oito casos novos são quatro mulheres de 42, 16, 66 e 38 anos de idade, e quatro homens, de 72, 59, 43 e 58 anos de idade. Outros 90 casos suspeitos estão em análise e o total exames com resultado negativo para o novo coronavírus é de 279. 

Segundo a Secretaria Municipal da Saúde de Porto Alegre, o primeiro caso de coronavírus foi confirmado em 08/03/20. Em 15 dias, até 23/03/20, casos confirmados são de 68 (Arte: SMS/POA)

Segundo a Secretaria Estadual da Saúde, até esta segunda-feira (23/03/20), foram notificados 2.495 casos suspeitos no Rio Grande do Sul, dos quais 96 foram confirmados e 132 seguem em investigação para covid-19. Outras 1.210 notificações estão em análise para classificação, e 655 casos foram descartados.

Nos números acima, informados no último boletim da Secretaria Estadual da Saúde, foram considerados somente 41 casos confirmados em Porto Alegre, contudo, em comunicado na noite desta segunda-feira (23/03/20), a Secretaria Municipal da Saúde da Capital atualizou para 68 o número total de casos confirmados, 27 a mais do que constou no boletim da SES (que informa apenas 41 casos em Porto Alegre). Assim, quando os dados da Capital forem atualizados no boletim do Estado, o número total de casos no Rio Grande do Sul deverá ser de, no mínimo, 123 casos.

A Secretaria Municipal da Saúde de Porto Alegre explica que os números que o município divulga são diferentes dos informados pela Secretaria Estadual da Saúde porque a Capital possui laboratórios privados ou federais que são credenciados pelo Ministério, e os dados destes locais demoram a ser registrados no sistema. Já a SES divulga apenas os dados analisados pelo Lacen.

Ainda segundo a Secretaria Estadual da Saúde, entre os casos confirmados, 34 (35%) são do sexo feminino e 62 (65%) do sexo masculino. A faixa etária com maior número de casos é a dos 50 aos 69 anos, com 41 casos (43%).

CONTEÚDO COM CREDIBILIDADE
Quer receber notícias do saudegaucha.com sobre a luta contra o coronavírus verificadas e atualizadas no seu WhatsApp? Deixe seu número aqui. É grátis! 

Mundo

Segundo a ferramenta de consulta de dados em tempo real sobre a COVID-19 da Microsoft, apelidada de “Bing COVID Tracker”, mantida em parceria com em parceria com a Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Centro de Controle de Doenças (CDC) dos Estados Unidos, no mundo, são 381.520 casos confirmados. Destes, 262.541 estão sendo monitorados, 102.426 recuperados e 16.553 óbitos. Seis dias atrás, em 18/03/20, eram 208.195 casos confirmados, 116.963 sendo monitorados, 82.975 recuperados e 8.257 óbitos.

Brasil
De acordo com o Ministério da Saúde, nesta segunda-feira (23/03/20) subiu para 1.891 o número de casos confirmados de coronavírus no Brasil, de acordo com as informações repassadas pelos estados ao Ministério da Saúde nesta segunda-feira (23/03/20). Até o momento, 34 mortes estão confirmadas, sendo 30 no estado de São Paulo e quatro no Rio de Janeiro.

Atualmente, todos os estados do país registram casos da doença, mas nem todas as regiões apresentam o mesmo nível de transmissão. A região norte, por exemplo, tem 3,1% do total de casos do Brasil. Na outra ponta, a região Sudeste representa o maior percentual, na ordem de 60%.

No fim da semana passada, o governo federal enquadrou todos os estados em situação de transmissão comunitária, quando não se sabe mais a origem da doença naquela localidade. Com isso, as recomendações adotadas para esses locais ficam valendo para todo o país, como o isolamento de pessoas com sintomas e familiares e restrição ao mínimo possível da circulação de idosos acima de 60 anos.

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, pediu neste domingo (22/03/20) que as pessoas não acreditem em fake news, após um áudio, atribuído a ele, percorrer o país por meio de aplicativo de mensagem. “Não é só o coronavírus que traz problemas para o país. As fake news também! Hoje, tive conhecimento de um áudio que dizem ser com a minha voz, falando várias coisas sobre o vírus. Deixo aqui bem claro: todas as informações que eu for passar para a população serão feitas pelos canais oficiais do Ministério da Saúde”, esclareceu.

Para combater as Fake News sobre saúde, o Ministério da Saúde, de forma inovadora, disponibiliza um número de WhatsApp para envio de mensagens da população. O canal não é um SAC ou tira dúvidas dos usuários, mas um espaço exclusivo para receber informações virais, que serão apuradas pelas áreas técnicas e respondidas oficialmente se são verdade ou mentira.

Qualquer cidadão pode enviar gratuitamente mensagens com imagens ou textos que tenha recebido nas redes sociais para confirmar se a informação procede, antes de continuar compartilhando. O número é (61)99289-4640.

Onde obter informações no RS
Segundo a Secretaria Estadual da Saúde, a população e os profissionais de saúde do RS devem entrar em contato com a vigilância epidemiológica de seu município para esclarecimento de dúvidas. Naqueles horários nos quais as repartições municipais não estiverem atendendo ao público, está disponível o telefone 150 – Disque Vigilância. Questionamentos podem ser encaminhados para [email protected]

Onde obter informações em Porto Alegre
A Secretaria da Saúde de Porto Alegre atende pelo telefone 156 (somente para quem mora em Porto Alegre). Já o Ministério da Saúde atende pelo telefone 136. Nenhum destes números agenda ou encaminha para consultas e exames. 

Situação no Rio Grande do Sul, por município de residência (em ordem alfabética) e número de casos:
Alvorada (2), Bagé (7), Bento Gonçalves (2), Campo Bom (2), Canoas (5), Capão da Canoa (1), Carlos Barbosa (1), Caxias do Sul (2), Charqueadas (1), Cruzeiro do Sul (1), Dois Irmãos (1), Eldorado do Sul (1), Erechim (3), Estância Velha (1), Estrela (1), Farroupilha (1), Ivoti (2), Lajeado (3), Osório (1), Porto Alegre (41), Rio Grande (1), Santa Maria (2), Santana do Livramento (3), Santiago (1), Santo Antonio da Patrulha (1), São Leopoldo (1), Sapiranga (1), Serafina Correa (2), Taquara (1), Torres (3), Viamão (1). Total 96 casos confirmados. (Fonte: SES/RS)

Obs.: Nos números acima, o último boletim da Secretaria Estadual da Saúde considera 41 casos confirmados em Porto Alegre, contudo, em comunicado na noite desta segunda-feira (23/03/20), a Secretaria Municipal da Saúde de Porto Alegre confirmou o registro de 68 casos, 27 a mais do que constou no boletim da SES. Assim, quando os dados de Porto Alegre forem atualizados no boletim do Estado, o número total de casos no Rio Grande do Sul será de 123 casos.

Por saudegaucha.com, com informações do Ministério da Saúde, Secretaria Estadual da Saúde, Secretaria Municipal da Saúde de Porto Alegre e Agência Brasil

Envie um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

WhatsApp chat