Saúde Gaúcha
Informação para gestores e profissionais de saúde.

- Publicidade -

- Publicidade -

Estilo de vida pode influenciar na prevenção do Câncer de intestino

0

Informar, divulgar e orientar, são os principais objetivos do “Dia Nacional de Combate ao Câncer de Intestino” celebrado nessa quarta-feira, 27 de março.  Criada para incentivar a prevenção do câncer colorretal, a data tem a intenção de compartilhar informações sobre a doença que agride o intestino grosso e o reto. A patologia pode estar aliada a uma alimentação inadequada, devido ao consumo de produtos industrializados, excesso de gorduras, alcoolismo e tabagismo. Estes fatores variam muito entre o homens e mulheres, porém vêm crescendo frequentemente entre o público feminino.

>> Prevenção e diagnóstico precoce da Doença Renal Crônica são fundamentais

Os casos de câncer colorretal tiveram um aumento considerável também em pessoas mais jovens devido a mudança do estilo de vida da população. O sedentarismo e a alimentação têm piorando cada vez mais com o passar dos anos, e estas características potencializam as chances de risco.

Segundo o Dr. Carlos Kupski, professor da Escola de Medicina da PUCRS e chefe do Serviço de Gastroenterologista do Hospital São Lucas da PUCRS, os tumores iniciam com uma pequena lesão, que dificilmente apresenta algum sintoma, pois o intestino vai se adaptando sem apresentar demais indícios. Pessoas com 50 anos já devem realizar exames para o rastreamento da doença. “A doença provém muito do histórico familiar, parentescos de primeiro e segundo grau possibilitam o aumento da margem destes casos, e a genética tem influência considerável. Além disso, algumas doenças predispõem um risco aumentado para o câncer de intestino,”, afirma.

>> Tuberculose é a doença infecciosa que mais mata jovens no mundo

No Brasil, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), órgão ligado ao Ministério da Saúde, foram detectados 36.360 novos casos em 2018, sendo 17.380 homens e 18.980 mulheres.

Ainda segundo o médico, em algumas situações, o rastreamento deve ser feito antecipadamente, em especial quando o familiar quando o familiar teve a doença antes dos 50 anos, por exemplo.

Como me prevenir do câncer colorretal?
Alimentação saudável, dieta rica em fibras, alimentos integrais, verduras, frutas, legumes, cereais e grãos são elementos essenciais para ajudar a prevenir, pois estes ajudam a controlar o peso e também a remover toxinas do organismo, auxiliando também na manutenção do sistema digestivo. Alimentos processados consumidos demasiadamente devem ser revistos, carnes vermelhas e embutidos podem aumentar o risco para a doença. Assim como para outras enfermidades, a atividade física é muito recomendada, pelo menos 3 vezes por semana.

>> Cuidado preventivo com os rins é importante

Tratamento
De acordo com o Dr. Carlos Kupski, o tratamento varia de acordo com o estágio da doença. “Tradicionalmente, a cirurgia é o tratamento de escolha; porém, conforme o estágio da doença, poderá ser necessário de tratamento complementar com quimioterapia e ou radioterapia”, declara o médico.

Esse é um tumor com grande chance de cura, mas é importante não deixar a desejar nos cuidados. Portanto, é preciso um tempo de acompanhamento após o diagnóstico e tratamento, em especial nos primeiros 5 anos.

Fique Atento!
Mudanças no hábito intestinal podem estar relacionados à doença, como: Sangramento nas fezes, desconforto abdominal, aumento ou diminuição de idas ao banheiro comparado ao habitual. Converse com seu médico sobre como fazer exames de rastreamento.

Fonte: Hospital São Lucas da PUC RS

Leia também:

Envie um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.