Saúde Gaúcha
Informação para gestores e profissionais de saúde.

- Publicidade -

- Publicidade -

Estudantes com deficiência auditiva terão acesso a equipamento pelo SUS

0

Os estudantes com deficiência auditivo, de qualquer nível acadêmico, vão poder usar a tecnologia do Sistema de Frequência Modulada Pessoal, do Sistema Único de Saúde (SUS), para o tratamento de sua dificuldade de auditiva. Antes, o equipamento era disponibilizado apenas para estudantes dos ensinos fundamental e médio.

Com o sistema, o som é captado por um microfone e enviado por meio de frequência modulada para o receptor conectado ao aparelho auditivo. Isso permite que o aluno escute a voz do professor diretamente no equipamento, sem que o barulho do ambiente atrapalhe o entendimento da voz.

A decisão do Ministério da Saúde consta da Portaria nº 3, de 19 de fevereiro, publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (20). O prazo máximo para efetivar a oferta ao SUS é de 180 dias, a contar a partir de hoje.

O relatório de recomendação da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (Conitec) sobre essa tecnologia está disponível no site do Conitec.

O relatório diz que “o Sistema FM é considerado uma alternativa dentre outros materiais e recursos da tecnologia assistiva utilizados por alunos com deficiência auditiva, visando auxiliar a integração educativa-escolar”.

Sistema FM
Segundo a Conitec, o Sistema de Frequência Modulada Pessoal (Sistema FM) funciona como um microfone sem fio para o implante coclear (IC) e/ou aparelho de amplificação sonoraindividual (AASI). Ele é composto de duas partes: um transmissor e um receptor. O transmissor possui um microfone e fica o mais próximo possível da boca do interlocutor, como um microfone de lapela. O receptor é acoplado à entrada de áudio ou bobina telefônica do AASI e/ou IC da pessoa com deficiência auditiva.

O som captado pelo microfone do transmissor, professor, é enviado via FM diretamente para o receptor acoplado no AASI ou IC da pessoa com deficiência auditiva (aluno). Durante o funcionamento do microfone sem fio, os microfones do AASI e/ou IC permanecem ativos, na configuração denominada padrão FM + M (microfone do sistema de FM funciona em conjunto com os microfones do AASI e IC), ou seja, o indivíduo não perde o contato com as demais informações auditivas do ambiente em sala de aula. O Sistema FM pode ser classificado quanto ao modo de utilização do receptor, podendo ser individual (pessoal) ou em campo livre e de mesa.

Por Agência Brasil e Conitec 

Envie um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

WhatsApp chat