Saúde Gaúcha
Informação para gestores e profissionais de saúde.

- Publicidade -

- Publicidade -

Porto Alegre oferece tratamento para tabagismo

0

Pessoas interessadas em parar de fumar podem procurar as unidades de saúde da Capital, que oferecem tratamento em grupos de apoio ou individual. Para chamar a atenção quanto aos males que o cigarro pode causar, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) se une a parceiros internacionais nesta sexta-feira, 31, motivada pelo Dia Mundial sem Tabaco. Neste ano, o tema da campanha é Tabaco e saúde respiratória. A proposta é conscientizar sobre as múltiplas formas nas quais a exposição ao fumo afeta a saúde respiratória em todo o mundo. As campanhas contribuem para a conscientização da população quanto aos danos fatais do consumo do tabaco e da exposição de não tabagistas ao fumo passivo.

>> Governo quer cobrar de indústrias do cigarro gastos com fumantes

Desde o final de 2017, 100% das unidades de saúde estão capacitadas a oferecer tratamento contra o fumo. Em 2014, a capital gaúcha liderava o ranking geral de fumantes do país, registrando 16,5% de tabagistas em sua população. Em 2016, perdeu o posto para Curitiba, caindo para a segunda colocação, e agora ocupa o terceiro lugar. Conforme o coordenador do Programa Municipal de Combate ao Tabagismo, Roberto Bauer, alguns fatores podem explicar essa redução no número estimado de fumantes em Porto Alegre. Segundo dados da SMS, em 2014 menos da metade das unidades de saúde ofereciam tratamento especializado ao fumante.

>> Um terço das mortes por câncer poderia ser evitada com hábitos saudáveis

Foi voltando para casa depois de mais um dia de trabalho que Turibio Antunes, 62, percebeu que o vício cultivado desde os 12 anos de idade deveria chegar ao fim. “Naquele momento, o cigarro me venceu. Na metade do caminho, subindo uma lomba já percorrida milhares de vezes, fui obrigado a deitar no chão para recuperar o ar”, afirma Turibio, que há oito anos se tornou um dos primeiros pacientes a aderirem ao tratamento no grupo antitabagismo desenvolvido na Unidade de Saúde Modelo.

De acordo com a enfermeira e coordenadora do grupo de combate ao tabagismo da Unidade de Saúde Modelo, Thaís Carvalho, a experiência exitosa de Turibio, que não voltou a fumar após o tratamento, se deve ao tipo de atendimento oferecido. “O diagnóstico é feito individualmente, porém, a terapia é coletiva, fazendo com que o contato com outros pacientes diminua o sentimento de exclusão, próprio dos vícios”, explica. Em 2015, os usuários tratados para parar de fumar em Porto Alegre somavam 2.068. Já em 2017, os números mais que dobraram, alcançando 4.387 usuários.

Tratamento – Pessoas interessadas em obter informações a respeito do tratamento pelo Sistema  Único de Saúde (SUS) na Capital devem procurar a unidade de saúde de referência ou acessar o aplicativo #EuFaçoPOA na funcionalidade Quero Parar de Fumar. É necessário baixar o aplicativo no celular, disponível nos sistemas Android e iOS. Após o cadastro, a unidade de saúde receberá a informação de que há pessoas que desejam parar de fumar naquela área de abrangência. Será feito contato com o usuário para agendar consulta de avaliação.

O cidadão poderá ser tratado em grupo ou individualmente, conforme as diretrizes do Programa Municipal de Combate ao Tabagismo.

Fonte: Prefeitura de Porto Alegre

Leia também:

Envie um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.