Saúde Gaúcha
Informação para gestores e profissionais de saúde.

- Publicidade -

- Publicidade -

Porto Alegre tem 42 casos suspeitos de coronavírus; RS é o segundo estado com mais suspeitos

0

Porto Alegre tem 42 casos suspeitos de coronavírus. O número faz parte do último levantamento, divulgado nesta segunda-feira (02/03/20) pelo Ministério da Saúde. No Rio Grande do Sul, ao todo, são 73 casos suspeitos, sendo 52 deles concentrados em municípios da região metropolitana: além dos 42 casos em Porto Alegre, há também suspeitos em Campo Bom (2), Canoas (2), Dois Irmãos (1), Gravataí (1), Guaíba (1), Montenegro (2) e Sapucaia do Sul (1). No país, 433 casos suspeitos estão sendo monitorados.

No Rio Grande do Sul, que é o segundo estado com mais casos suspeitos (73), o número mais que dobrou entre domingo e esta segunda feira, passando de 27 suspeitos (até 01/03/20) para 73, hoje.

O estado de São Paulo lidera o número de casos suspeitos, com 163 registros. Já o estado do Rio de Janeiro ocupa a terceira posição (42), Minas Gerais, o quarto lugar, com 48 casos suspeitos, e Santa Catarina a quinta posição (36). Quatro estados não registraram casos suspeitos: Acre, Amapá, Roraima e Tocantins. As informações constam na Plataforma Integrada de Vigilância em Saúde, do ministério.

Até o momento, o país tem dois casos confirmados de coronavírus, ambos importados da Itália. O primeiro caso, confirmado na quarta-feira (26/02/20), é de um homem de 61 anos, morador de São Paulo, que esteve no norte da Itália a trabalho. Já o segundo caso, confirmado no sábado (29/02/20), é de um homem de 32 anos que veio de Milão para São Paulo na quinta-feira (27/02/20).

Como grande capacidade de contágio, a letalidade do coronavírus não é considerada alta. Contudo, a Organização Mundial da Saúde (OMS), elevou o nível de contaminação global na sexta-feira (28/02/20) para “muito alto”.

Segundo o ministério, a partir desta semana, os estados de São Paulo e Rio Grande do Sul estarão capacitados para a confirmação dos testes laboratoriais dos casos suspeitos do coronavírus. Atualmente, as confirmações são feitas apenas por por centros de referência como o Instituto Adolfo Lutz (SP), Instituto Evandro Chagas (PA), Fiocruz (RJ), além do Laboratório Central de Goiás.

Para evitar a proliferação do vírus, o Ministério da Saúde recomenda medidas básicas de higiene, como lavar as mãos com água e sabão, utilizar lenço descartável para higiene nasal, cobrir o nariz e a boca com um lenço de papel quando espirrar ou tossir e jogá-lo no lixo. Evitar tocar olhos, nariz e boca sem que as mãos estejam limpas.

Por saudegaucha.com

Envie um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

WhatsApp chat