Saúde Gaúcha
Informação para gestores e profissionais de saúde.

- Publicidade -

- Publicidade -

Kátia Abreu pede maior descentralização dos recursos para a saúde

0

Em pronunciamento nesta segunda-feira (18), a senadora Kátia Abreu (PDT-TO) pediu aos parlamentares e ao governo federal que a melhoria na saúde pública também seja encarada como prioridade. Ela observou que apesar de a reforma da Previdência e as medidas anticrime anunciadas pelo Ministério da Justiça dominarem os debates, a crise na saúde continua prejudicando o atendimento ao cidadão.

Kátia Abreu criticou a centralização dos recursos na União e a queda de repasses a estados e municípios. Ela defendeu a reformulação do pacto federativo como alternativa à burocracia que impede a chegada de recursos e aprimoramentos nos serviços realizados pelos hospitais regionais, municipais, unidades de pronto atendimento e unidades básicas de saúde.

— Então nós precisamos, enquanto a reforma da previdência não vem, discutir o pacto federativo. O pacto federativo é a divisão do bolo, tem um bolo de dinheiro, porque todo mundo paga imposto, desde o pobre até o rico. Esse bolo todo, essa divisão precisa ser refeita, porque o povo mora na cidade. Eu não conheço ninguém que mora na União, ninguém que mora no estado. Eu moro é na cidade, na vila, na rua, na favela, em frente à praça, do lado da igreja — lembrou.

A preocupação com a qualidade da saúde pública, segundo a parlamentar, foi reforçada após visita às unidades que assistem à região do Bico do Papagaio, no extremo norte do Tocantins. Ela esteve com secretários de Saúde e prefeitos que representam essas localidades e afirmou que a crise na saúde é assustadora.

Fonte: Agência Senado

Leia também:

Envie um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.