Saúde Gaúcha
Informação para gestores e profissionais de saúde.

- Publicidade -

- Publicidade -

Telemedicina pediátrica do Moinhos de Vento tem criado soluções novas para o SUS

0

A telemedicina foi tema da 6ª edição do Seminário Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS (Proadi-SUS), realizado na última quarta-feira (13), no Hospital Moinhos de Vento. O encontro apresentou novidades sobre o assunto e como a ferramenta tem sido utilizada para qualificar o sistema de saúde pública do país.

Hospital Moinhos de Vento terá nova Emergência Pediátrica

Na abertura do encontro, o superintendente de Educação, Pesquisa e Responsabilidade Social do Moinhos, Luciano Hammes, ressaltou que o projeto de telemedicina desenvolvido pelo hospital tem “criado soluções novas para o SUS”. Ao saudar a equipe envolvida no planejamento e execução da iniciativa, destacou que o Seminário é uma oportunidade importante para apresentar ao público os projetos em andamento.

Profissionais do Moinhos de Vento participam de ação integrada do Governo Federal para hospitais federais

Os primeiros avanços obtidos pelo projeto Qualificação da Assistência em Terapia Intensiva Pediátrica por Telemedicina (TeleUTIP) foram apresentados pelo médico Felipe Cabral. Coordenador dos projetos de Telemedicina do Hospital Moinhos de Vento, ele comentou a nova resolução do Conselho Federal de Medicina, que nos últimos dias ganhou destaque na mídia ao regulamentar a prática da telemedicina. “Precisamos entender a telemedicina como uma ampliação das fronteiras para os bons profissionais com a possibilidade de oferecer um atendimento qualificado para mais pacientes”, pontuou. Segundo ele, as novas regras atualizam o Brasil em relação ao que já é feito em outros países do mundo como Estados Unidos, Reino Unido e Portugal.

Primeiro da América Latina, Moinhos de Vento apresenta tecnologia para AVC

Cabral trouxe exemplos de transformações que a tecnologia gerou na sociedade, como a revolução provocada pela invenção do smartphone e de diversos aplicativos que mudaram a forma como as pessoas consomem produtos e serviços. “Nesse cenário, a posse da informação é mais relevante do que a estrutura física. E isso inevitavelmente impacta a medicina”, frisou o médico.

Os primeiros resultados da TeleUTIP

Implantado em novembro de 2018, o projeto de telemedicina pediátrica do Hospital Moinhos de Vento é pioneiro no país. Em rounds diários – por telemedicina síncrona através de vídeo – equipes multidisciplinares do hospital gaúcho auxiliam no atendimento de pacientes pediátricos internados em UTIP em dois hospitais do SUS. Um deles fica a 2 mil quilômetros de distância, no Hospital Geral de Palmas, Tocantins; o outro, a 3 mil quilômetros, no Hospital Regional Norte, em Sobral, Ceará.

Segundo Felipe Cabral, foram realizados 100 rounds até o final de janeiro – sendo 54 em Palmas e 46 em Sobral. Apesar de recente, e com informações apenas preliminares, já é possível perceber uma tendência de redução do tempo de internação e da taxa de mortalidade. Além disso, em 75% dos casos, as recomendações feitas pelos médicos do Moinhos foram aceitas e efetuadas pelas equipes locais.

Conforme o líder do projeto, a telemedicina permitiu ampliar a capacidade de atendimento da instituição. “Com os 19 leitos atendidos nas duas cidades pela telemedicina, nós rompemos a barreira física dos 11 leitos de UTI pediátrica dentro do nosso hospital”. Cabral mencionou ainda que esse número deve aumentar a partir da solicitação recebida do Ministério da Saúde para a implantação do projeto de TeleUTIP nos hospitais federais do Rio de Janeiro.

Proadi-SUS

O Hospital Moinhos de Vento participa do Proadi-SUS desde 2009. Atualmente, o hospital compartilha sua expertise e executa 29 projetos em todos os estados do país, nas áreas de educação, pesquisa e gestão.

Fonte: Hospital Moinhos de Vento/Por Critério Resultado

Leia também:

Envie um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.